Gosto imenso de pintar, mas também gosto de me entreter no campo (para além da jardinagem e das minhas orquídeas), tentando com alguma teimosia a produção de frutos tropicais, apesar das adversidades climáticas, que vão impedindo o seu desenvolvimento no meu quintal.

Mesmo assim, já consigo saborear as anonas, os araçás e as pitangas ali plantadas. Já tive quase papaias e mangos, mas infelizmente, um inverno mais impiedoso destruiu tudo. O mesmo ia sucedendo com as minhas bananeiras que, entretanto voltaram a criar novos rebentos e, na esperança de vir um dia a saboreá-las, o meu cunhado Aurélio, o meu amigo Joaquin Alcaina e eu, construimos há dias este abrigo. Pode ser que favoreça a obtenção dos resultados desejados.

Depois conto-vos...

1 comentários:

Aurélio disse...

Se produzirem com a mesma vontade com que fizemos o trabalho...vais ter de comer bananas!...

About