Pois é!

Finalmente conclui mais uma fase do desafio a que me aventurei.
Aqui está, em óleo s/tela de 30x40,  mais um dos meus sete magníficos netos, o Daniel, uma ternura de miúdo.
Continuará portanto, a partir de agora, o repto de dar seguimento ao desafio - reproduzir os restantes cinco netos.


5 comentários:

Raquel Barateiro disse...

Um verdadeiro artista! Adorei o texto. Bjs

Rui Pascoal disse...

Não conheço o Daniel mas vê-se logo, pela maneira como o avô o tratou/pintou, que tem boa pinta.
:)
Já não falta tudo para cumprires o desafio, a tua sorte é teres poucos netos (isto é a inveja a falar)...
Parabéns Arnaldo por mais este belo trabalho.
Um abraço.

Unknown disse...

«Em boa hora» o Avô pensou em pintar o Daniel!... Está muito bem! Aliás, outra coisa não era de esperar de quem pinta como tu. Parabéns!

SilvaRocha disse...

«Em boa hora» o Avô pensou em pintar o Daniel! E se melhor o pensou, melhor o fez! Outra coisa, aliás, não seria de esperar. Quem sabe, sabe. Parabéns!

Sara disse...

sempre bom ver essas coisas, eu espero que em algum momento a fazê-lo em silêncio, eu acho que nós temos que fazer essas coisas quando estamos relaxados, sempre que vou comer nos restaurantes em santana me relaxo.

About