Quando fazemos algo por prazer, dá-nos sempre algum alento sentir a compensação do tempo que lhe dispensámos, chegado o momento de observarmos os resultados conseguidos, única forma de continuar a manter o mesmo empenhamento na execução dessa tarefa.

Embora esteja ciente de que poderia ter feito melhor, não fossem as frequentes indisponibilidades, quantas vezes por força de terceiros e, provavelmente, sentir-me-ia mais recompensado.

Todavia, o resultado está à vista, melhor ou pior, ficando a lição de que sempre aprendemos algo de novo à custa dos nossos percalços, na expectativa de os não repetir.

Dá realmente algum conforto observar agora o colorido e a diversidade de flores que as orquídeas nos oferecem.

2 comentários:

RP disse...

Já lhe admirávamos os quadros pela harmonia e perfeição. Que dizer agora destas formosas flores? Ocorre-me o título de um livro/filme - “O Fiel Jardineiro”.

MDulce disse...

MÁGNIFICAS!!!Essas são as de estufa ou de jardim?
Vamos dar-le vida na tela?
É um desafio....beijinho e parabens.

About